Símbolos da Páscoa: quais são, significados

Publicidade

Os símbolos da Páscoa podem ser religiosos, vinculados à festividade cristã, ou seculares, estabelecidos à medida que a festividade foi sendo explorada comercialmente. A Páscoa é uma celebração cristã que comemora a ressurreição de Jesus Cristo.

Entre os símbolos religiosos, estão: o Círio Pascal, vela usada no período da Páscoa; o cordeiro, que se relaciona com Jesus; e o pão e o vinho, que remetem à última ceia de Jesus antes da crucificação. Entre os símbolos seculares, estão: o ovo e o coelho da Páscoa, que remetem à venda comercial de chocolate no período, e a colomba pascal, outra comida típica do evento.

Leia mais: Quaresma — tradicional período de 40 dias que serve como preparação para a Páscoa

Resumo sobre símbolos da Páscoa

  • A Páscoa é uma das celebrações mais importantes do cristianismo.
  • Essa festa celebra a ressurreição de Jesus Cristo, evento entendido como comprovação da divindade de Jesus pelos cristãos.
  • Alguns importantes símbolos da Páscoa são: o cordeiro, o pão e o vinho, o ovo da Páscoa, o coelho da Páscoa etc.
  • Alguns símbolos têm relação com os princípios cristãos, mas outros são fruto da popularização da festa e de seu apelo comercial.

Quais são os símbolos da Páscoa e os seus significados?

A celebração da Páscoa é marcada por diversos símbolos, que podem ser divididos entre os  religiosos, isto é, que têm um sentido religioso para os que celebram essa festividade; e os seculares, isto é, que são tradicionais na celebração da Páscoa, mas que não têm necessariamente sentido religioso. De toda forma, popularizaram-se os símbolos explorados comercialmente na data.

Os símbolos da Páscoa são os seguintes:

  • Círio Pascal;
  • cordeiro;
  • pão e vinho;
  • colomba pascal;
  • ovo de Páscoa;
  • coelho da Páscoa.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Símbolos seculares da Páscoa

Entre os símbolos seculares da Páscoa, os ovos são um dos mais populares. O costume de consumir ovos de chocolate durante a Páscoa não tem nenhuma relação com a celebração cristã, mas se consolidou como um símbolo dela, e os ovos são um presente comum do período.

Os ovos foram tidos como um símbolo de fertilidade por muitos povos da Antiguidade, e isso pode estar por trás do hábito de presentear as pessoas com eles. Os persas, por exemplo, presenteavam as pessoas com ovos decorados em um período específico. Os ovos de chocolate só se estabeleceram como guloseima a partir do século XVIII.

O apelo comercial da data fez com que os ovos de chocolate começassem a ser vendidos na Páscoa e, atualmente, são fortemente relacionados com o período. Confira mais sobre o ovo da Páscoa em nosso texto.

O coelho é outro símbolo fortemente relacionado com a Páscoa, sendo puramente secular, uma vez que não tem relação com nenhum aspecto religioso da celebração. Popularmente, consolidou-se a ideia de que o coelho da Páscoa traz os ovos de chocolate, escondendo-os para que as crianças os procurem e encontrem.

A contação popular da história do coelho de Páscoa se consolidou no século XIX, e acredita-se que a popularização do coelho na Páscoa teve relação com esse animal ter sido um símbolo de fertilidade, assim como o ovo, em diferentes culturas da Antiguidade. Para os germânicos, por exemplo, ovo e coelho eram símbolos de Eostre, deusa da fertilidade.

Alguns historiadores apontam que o coelho enquanto símbolo pascal pode ter um lastro na tradição cristã, pois os cristãos da Antiguidade entendiam que o coelho e a lebre eram símbolos de castidade, associando-os com a própria Virgem Maria. Essa visão poderia explicar a popularização desse animal como símbolo da Páscoa. Caso queira saber mais obre o coelho da Páscoa, leia nosso texto.

A colomba pascal é um símbolo comercial da Páscoa e se assemelha ao panetone em sua composição.

A colomba pascal é um alimento muito consumido durante a Páscoa no Brasil, sendo um pão doce com massa aerada e frutas secas; algumas versões são feitas com gotas de chocolate. A receita desse pão doce se assemelha à do panetone, embora haja diferenças entre os dois alimentos.

Existem possíveis associações da colomba pascal com o cristianismo pelo fato de a massa ser feita em forma de pomba, animal que simboliza a paz na religião. O consumo da colomba pascal durante a Páscoa, no entanto, é um hábito que se estabeleceu por influência comercial, assim como ocorreu com o ovo de Páscoa.

Leia mais: Sexta-Feira Santa — dia vinculado à Páscoa por simbolizar quando Jesus foi crucificado e morreu

Símbolos religiosos da Páscoa

Fotografia de padre acendendo uma vela, em segundo plano; e no primeiro plano, um Círio Pascal, um dos símbolos da Páscoa.
O Círio Pascal é um símbolo referente à ressurreição de Cristo.

O círio pascal é um símbolo fortemente relacionado à tradição da Igreja Católica, sendo uma vela utilizada na Vigília Pascal, realizada na véspera da Páscoa. O uso da vela nas celebrações cristãs se consolidou nos primórdios da Igreja Católica, sendo associado a Jesus.

Para os cristãos, a associação da vela com Jesus se dá por Ele ser considerado a luz que ilumina o mundo. O Círio Pascal tem outros símbolos que remetem a elementos importantes do cristianismo, como a cruz — símbolo do sacrifício de Jesus —, as letras gregas alfa e ômega, que simbolizam a ideia de que Jesus é eterno e de que Ele simboliza o início e o fim de todas as coisas.

O cordeiro é um dos símbolos mais tradicionais da Páscoa e do próprio cristianismo. Está relacionado com a Páscoa cristã e com a pesach, a celebração judaica. É importante lembrar que a pesach foi realizada na Bíblia após o sacrifício de um cordeiro e o consumo de sua carne em um jantar.

O sangue desse cordeiro foi usado para pintar os umbrais da porta e impedir que o anjo da morte passasse por ali. Já para os cristãos, o cordeiro representa o próprio Jesus, uma vez que a Páscoa celebra a ressurreição de Cristo três dias após sua crucificação, entendida como Seu sacrifício para salvar a humanidade. Assim, Jesus se assemelha ao cordeiro com base na ideia de sacrifício, e isso é verificado no próprio texto bíblico, pois Jesus é apresentado como o “Cordeiro de Deus”.

O pão e o vinho são elementos tradicionais da liturgia e simbologia cristãs e estão presentes na Eucaristia ou Santa Ceia, em que simbolizam o corpo e o sangue de Cristo. O consumo desses dois elementos na Santa Ceia segue uma tradição que o próprio Jesus Cristo estabeleceu pouco antes de ser preso.

Leia mais: Data da Páscoa — confira como é definida e quais serão as próximas

O que é o significado da Páscoa?

A Páscoa é uma celebração cristã que comemora a ressurreição de Jesus Cristo. A celebração é entendida como uma ressignificação de pesach, popularmente conhecida como a Páscoa judaica. A ressurreição de Jesus é considerada uma confirmação da Sua divindade e o cumprimento de promessas.

A popularização dessa festa fez com que se consolidassem muitos símbolos, cristãos ou seculares (sem conotação religiosa). Alguns desses símbolos são os ovos de Páscoa, o coelho da Páscoa, o Círio Pascal, o cordeiro, entre outros.

A Páscoa é uma das celebrações mais importantes do cristianismo, uma vez que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Esse acontecimento tem uma enorme relevância na teologia cristã, uma vez que atesta a divindade de Jesus na crença dessa religião. A Páscoa cristã, ainda, é considerava por muitos uma herança da tradição judaica.

A pesach, evento judeu considerado na origem da Páscoa, celebra a passagem do anjo da morte sobre o Egito e a libertação dos hebreus da escravidão. Acredita-se que os eventos relacionados à crucificação de Jesus teriam acontecido na época da pesach, motivando a ressignificação da celebração entre os cristãos.

Além disso, a crucificação e a ressurreição de Jesus Cristo são a confirmação da promessa de um “messias” e entendidas pelos cristãos como atos de misericórdia de Deus, que usou o Seu filho para redimir os humanos dos seus pecados. Se tiver maior interesse sobre a história da Páscoa, clique aqui.

Fontes

AQUINO, Felipe. O que é o círio pascal: origem e tradição. Disponível em:

AQUINO, Felipe. Quais são os símbolos da Páscoa? Disponível em:

BERNARDO, André. Páscoa: porque ovos e coelhos são símbolos da data? Disponível em: