Conjunciones subordinantes: tipos, exemplos – Mundo Educação

Publicidade

As conjunciones subordinantesconjunções subordinadas em espanhol são palavras que servem de ponte entre orações. Sua função é unir dois termos de uma ou mais orações, estabelecendo uma relação de subordinação entre elas. Cumprem um papel vital na coesão textual, pois contribuem para a coesão, ou seja, a conexão harmônica entre os elementos textuais. Por essa razão, são muito comuns em textos pertencentes à esfera argumentativa – aqueles que buscam convencer o público leitor a defender uma ideia, hipótese, opinião e/ou teoria.

As conjunciones subordinantes são classificadas em:

  • causales;

  • concesivas;

  • condicionales;

  • consecutivas;

  • finales;

  • temporales.

Leia também: Quais são os pronomes complemento em espanhol?

Resumo sobre conjunciones subordinantes

  • Conjunciones subordinantes são palavras que unem duas ou mais orações, estabelecendo uma relação de dependência;

  • Contribuem para a coesão textual;

  • São comuns em textos da esfera argumentativa;

  • São classificadas em causales, concesivas, condicionales, consecutivas, finales e temporales.

  • Já as conjunciones coordinantes costumam unir palavras, mas uma não é dependente da outra para que a oração tenha sentido.

Videoaula sobre conjunciones subordinantes

O que são conjunciones subordinantes?

As conjunciones subordinantes são palavras que unem orações estabelecendo uma hierarquia entre elas. Sendo assim, a conjunção une uma oração principal e outra subordinada. Veja o exemplo:

Avísame cuando llegues.

(Avise-me quando chegar.)

No exemplo, a conjunção cuando (quando) uniu a oração principal (avísame) à oração subordinada (llegues); uma não teria sentido completo sem a outra.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Tipos de conjunciones subordinantes em espanhol

Nesta seção, você conhecerá quais são as conjunciones subordinantes e sua classificação em espanhol, apresentadas no quadro abaixo. Em seguida, falaremos um pouco sobre as mais usuais.

















































Clasificación

Español

Portugués

Causales

a causa de que

por causa de

como

como

dado que

dado que

en vista de que

em vista de que

porque

porque

pues

pois

puesto que; ya que

já que

que

que

no porque + subjuntivo

não porque

por + infinitivo


 

por

 


Concesivas

aunque

embora, ainda que, mesmo que

a pesar de que, pese a que

apesar de, pese a

por más que

por mais que

por mucho que

ainda/mesmo que + subjuntivo + muito


mesmo/ainda + gerúndio + muito

por poco que

ainda/mesmo que + subjuntivo + pouco


mesmo + gerúndio + pouco

Condicionales

si

se

como + verbo no modo subjuntivo

como

a no ser que

a não ser que

a menos que

a menos que

excepto que

salvo se

salvo que

a não ser que

con tal de que

contanto/desde que

Consecutivas

así que

então

por lo tanto/por tanto

portanto

por consiguiente

por conseguinte

por eso

por isso

conque

então/portanto/de maneira que

luego

logo/portanto

de ahí que + verbo no modo subjuntivo

por isso

tanto que

tanto que

de tal modo que, de tal manera que

de tal modo/de tal maneira

tan + adjetivo/advérbio + que + verbo no modo indicativo


 

tão + adjetivo/advérbio + que + verbo no modo indicativo

 


Finales

a (que)/para (que)

para (que)

a fin de (que)

a fim de (que)

con vistas a (que)

com vistas a (que)

con la intención de (que)

com a intenção de (que)

con el objeto de (que)

com o objetivo de

con el propósito de (que)

com o propósito de

que


 

para que

 


 


Temporales

cuando

quando

apenas

mal/tão logo

en cuanto/tan pronto como + infinitivo

assim que/logo que

mientras (tanto)


mientras que

enquanto (isso)

antes de que

antes de

después de que

depois de

Veja também: Qual a diferença entre “muy” e “mucho”?

Usos e exemplos de frases com conjunciones subordinantes

Conjunciones subordinantes causales

Indicam a causa, razão, motivo do que se expressa na oração principal:

No salió de casa porque se sentía mal.

(Não saiu de casa porque se sentia mal.)

Conjunciones subordinantes concesivas

São aquelas que, na oração subordinada, apresentam um obstáculo ou impedimento para a ação:

Aunque estaba cansada, aceptó la invitación.

(Ainda que estivesse cansada/Mesmo estando cansada, aceitou seu convite.)

Funcionam igual: a pesar de que, pese a que e por más.

Por mucho que me culpes, la responsable eres tú.

(Ainda que você me culpe, a responsável é você.)

Conjunciones subordinantes condicionales

Une as orações a partir de uma condição incerta.

Estudiaré el sábado, si no salgo el viernes.

(Vou estudar sábado se não sair na sexta.)

Como llegues tarde, no iremos al cine.

(Como você está atrasado, não iremos ao cinema.)

Conjunciones subordinantes consecutivas

Expressa uma consequência ou efeito da oração principal sobre a subordinada.

a) Así que, por lo tanto, por consiguiente, por eso + verbo no modo indicativo

Las olas son fuertes acá, así que nada cerca de la playa.

(As ondas são fortes aqui, por isso nade perto da praia.)

Tenemos que salir en media hora, conque apúrate.

(Temos que sair em 30 minutos, então ande logo.)

Conjunciones subordinantes finales

Expressam finalidade, razão ou objetivo.

Estamos aquí con la intención de llegar a un acuerdo.

(Estamos aqui com a intenção de chegarmos a um acordo.)

Conjunciones subordinantes temporales

Expressam a relação temporal que subordina uma oração à outra.

Mientras caminaba, recordaba lo feliz que había sido en aquella ciudad.

(Enquanto caminhava, recordava como havia sido feliz naquela cidade.)

A conjunção en cuanto é um falso cognato, e significa assim que:

Dile a Camila que me llame en cuanto esté libre.

(Diga a Camila que me ligue assim que estiver livre.)

A conjunção apenas também:

Apenas lo supe, vine a verte.

(Mal fiquei sabendo e vim te ver.)

Diferenças entre conjunciones subordinantes e conjunciones coordinantes

As conjunções são classificadas em dois grandes grupos: subordinantes – as que você conheceu neste artigo – e as coordinantes – coordenadas. As conjunções subordinadas unem orações inteiras, estabelecendo uma relação de dependência entre elas; desse modo, o texto só tem sentido – coesão – porque a conjunção subordinada está lá.

Por sua vez, as conjunciones coordinantes costumam unir palavras, mas uma não é dependente da outra para que a oração tenha sentido. Observe:

Quiero que vengas, pero llega temprano.

(Quero que você venha, mas chegue cedo.)

O período “Quiero que vengas” não é dependente da oração “pero llega temprano” para fazer sentido; ambos têm sentido completo mesmo estando sozinhos. No entanto, a conjunção os une para expressar uma ideia de oposição, característica das conjunciones coordinantes adversativas.

Saiba mais: Los verbos — conjugações, formas nominais, flexão, modos e tempos verbais em espanhol

Exercícios resolvidos sobre conjunciones subordinantes

Questão 01 – (Unicentro 2015)

De acuerdo con la viñeta, señala la alternativa que presenta, correcta y respectivamente, la clasificación morfológica de los términos en bastardilla del fragmento “aunque se apruebe sin aprender”.

  1. Adverbio y adverbio.

  2. Adverbio y conjunción condicional.

  3. Conjunción explicativa y pronombre.

  4. Conjunción concesiva y preposición.

  5. Preposición y interjección.

Solução:

Alternativa B. A palavra “aunque” é uma conjunção concessiva, e a palavra “sin” é uma preposição.

Questão 02 (Cesgranrio 2013)

A pesar de la fuerte incidencia política de jóvenes y movimientos sociales juveniles contemporáneos en el Ecuador y en el mundo, es evidente que un segmento de la población, que oscila entre los 15 años y 29 años de edad, es indiferente a la participación política partidaria.” El efecto que se produce por el conectivo a pesar de es de

  1. causa que justifica la participación que tienen los jóvenes en las políticas en los días actuales.

  2. comparación de dos factores que son completamente independientes entre ellos.

  3. explicación para el hecho de que los jóvenes tengan ganas de participar en la política social.

  4. factor preponderante para la falta de participación juvenil en los movimientos políticos.

  5. obstáculo pero que no impide la indiferencia de los jóvenes a la participación política y partidaria.

Solução:

Letra E. A conjunção “a pesar de” é concessiva, e indica um obstáculo que dificulta a realização da ação, mas não o impede.

Fontes

ESPAÑA. Manual de la Nueva Gramática de la Lengua Española. Real Academia Española. Asociación de Academias de la Lengua Española. Madrid: Espasa, 2010.

MILANI, Esther Maria. Gramática de Espanhol para brasileiros. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2000.