Clitóris: o que é, onde fica, função, anatomia

Publicidade

O clitóris é um órgão que compõe o sistema reprodutor feminino. É uma estrutura altamente vascularizada e sensível responsável pela estimulação e pelo prazer sexual. A estrutura do clitóris não se limita apenas à pequena porção arredondada que se localiza externamente na região da vulva, estendendo-se internamente pelos grandes lábios e se comunicando com a uretra e o canal vaginal.

Leia também: Quais são os órgãos do sistema reprodutor masculino?

Resumo sobre clitóris

  • O clitóris é um órgão do sistema reprodutor feminino.
  • Sua função é gerar prazer ao ser estimulado durante ou fora de uma relação sexual.
  • A glande do clitóris, região visível externamente, corresponde a apenas 10% do tamanho total da estrutura.
  • Internamente, o clitóris é formado pelos corpos cavernosos, crus do clitóris e bulbos do clitóris.
  • A glande do clitóris está localizada na região superior dos pequenos lábios, acima da uretra.
  • A parte interna do clitóris se localiza internamente, estendendo-se por toda a região genital.
  • Inflamações, infecções e dores que normalmente acontecem na região da vulva também podem acontecer no clitóris.
  • A clitoromegalia é uma condição em que o clitóris tem tamanho maior do que é considerado normal.

O que é o clitóris?

O clitóris é um órgão presente no sistema genital feminino, altamente vascularizado e extremamente sensível, responsável pela estimulação e pelo prazer sexual. Por muito tempo, acreditou-se, e até hoje existe essa percepção equivocada, de que o clitóris seria apenas a pequena parte externa e arredondada que se projeta acima da abertura da uretra, quando, na realidade, é uma estrutura bastante complexa cuja anatomia começou a ser estudada em profundidade apenas recentemente.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Qual é a função do clitóris?

O clitóris tem a função de estimulação e prazer sexual. É uma estrutura altamente sensível, formada por mais de 8 mil terminações nervosas, e sua estimulação desencadeia respostas fisiológicas prazerosas.

A glande do clitóris, região exposta externamente, é bastante sensível, e a sua estimulação pode desencadear o orgasmo, um pico de prazer sexual caracterizado por contrações rítmicas e sensações de prazer. No entanto, a glande não é a única região do clitóris que apresenta nervos, além de que é a única região que não sofre ereção, já que não é formada por tecido erétil. É importante ressaltar que, embora o clitóris tenha uma função específica no prazer sexual, cada pessoa pode ter experiências individuais variadas em relação à estimulação e ao orgasmo.

Veja também: Como ocorre a fecundação humana

Anatomia do clitóris

O clitóris é formado por duas regiões, uma pequena e externa, e uma interna bastante ramificada e que se estende por várias direções.

A maior porção do clitóris está situada na região interna do corpo.

  • Partes externas: a parte externa e visível é apenas uma pequena porção do clitóris, denominada glande e que corresponde a apenas 10% da estrutura total. A glande é protegida pelo capuz do clitóris, uma pequena pele que o protege externamente.
  • Partes internas: 90% da estrutura estão localizados internamente e se estendem por dentro do corpo acompanhando os grandes lábios. Da glande do clitóris, internamente, parte o corpo do clitóris, formado por duas projeções constituídas por tecido erétil, os corpos cavernosos. Essa região, assim como acontece com o pênis, sofre ereções quando ocorre a estimulação. Nas extremidades dos corpos cavernosos, estão as raízes, também chamadas de crus do clitóris, também formadas por tecido erétil e que envolvem a uretra e a vagina. Ao lado de cada uma das raízes estão os bulbos do clitóris, também são formados por tecido erétil e que ficam atrás da parede da vagina.

Onde fica o clitóris?

Segundo a pesquisadora O’Connel, urologista que se dedicou a estudar a anatomia completa do clitóris pela primeira vez, o clitóris forma toda a parede vaginal. Externamente, a glande do clitóris localiza-se logo acima da abertura da uretra, porém essa região representa uma pequeníssima porção do órgão. Internamente, a maior parte dele se estende por toda a região vaginal, acompanhando os grandes lábios e envolvendo o canal vaginal.

Saiba mais: Por que a infecção urinária acomete mais as mulheres do que os homens?

Condições que afetam o clitóris

O clitóris, assim como outras partes da região genital, está submetido a algumas condições, como inflamações ou infecções causadas por fungos ou bactérias. Além disso, outras condições que o afetam são:

→ Vulvodínia

Vulvodínia se refere à dor crônica na vulva, área externa dos órgãos genitais femininos, incluindo os lábios, clitóris e abertura vaginal. Essa condição é caracterizada por dor ou desconforto persistente na região vulvar, muitas vezes descrito como uma sensação de queimação, ardor, pontadas ou irritação. Esse desconforto pode ocorrer mais especificamente na região do clitóris, nestes casos, usa-se o termo clitorodínia para designar a condição.

→ Clitoromegalia

A clitoromegalia é uma condição que não está relacionada ao aumento de tamanho do clitóris quando estimulado, mas sim ao aumento além do que é considerado normal. A condição não é uma doença, mas sim normalmente causada por disfunções hormonais, uso de anabolizantes ou fatores genéticos.

Fontes

MANZINI, I. Sexo e prazer: o que você realmente sabe sobre o clitóris? Drauzio Varella. 5 dez 2022. Disponível em:

O’CONNELL, H.; SANJEEVAN, K.; HUTSON, J. Anatomy of the clitoris. The Journal of urology, v. 174, n. 4, p. 1189-1195, 2005.

TELFER N.; MCWEENEY, C. O que é o clitóris? E onde fica? HelloClue. 23 jun 2022. Disponível em:

ZUGAIB, M. Anatomia da Pelve Feminina. Capítulo 4. Disponível em: